Robô seguidor de luz de baixo custo com Arduino – Considerações iniciais

A história

Em toda minha infância sempre tive curiosidade em saber como as coisas funcionavam. Entrava em baixo de máquinas de lavar roupa só para ver aquele motor girar e tentar entender como ela fazia o movimento “vai e vem”. Mais tarde já na pré-adolescência, comprava carrinhos e os desmontava quase que instantaneamente com o único objetivo: descobrir quais peças poderia usar na construção de meu próprio carrinho.

Com 13 anos montei meu primeiro carrinho que realmente andava, era na verdade uma carregadeira, e fazia funções de ir para frente, traz, lados e ainda tinha a pá na frente, que subia e descia e ainda girava sobre o próprio eixo (função carregar terra). Esse carrinho foi histórico, pois implementei no controle (feito de madeira e fios de luz e algumas chaves liga e desliga) uma ponte H sem saber que era uma ponte H hehehe. Lembro-me até hoje, que depois de soldar com cuidado cada fio do controle, isolar, e finalmente ligar, funcionou tudo de primeira! Fiquei estupefado, afinal isso nunca acontecera.

Infelizmente na época, dispositivos de captura de imagem eram menos comuns, não lembro, mas talvez nós tínhamos uma câmera dessas de filme, mas não estava acessível naqueles poucos dias em que o carrinho continuou funcionando. Então não possuo sequer um único registro em fotos daquele carrinho, mas ainda guardo algumas peças que o compuseram, como lembrança, de um projeto que deu certo, por alguns dias, mas deu certo.

O que aprendi com minha carregadeira?

Fazer muitas junções com cola quente e cola “bonder” pode não ser uma ideia muito legal quando se pensa em manutenção hehe.

Pegar peças de carrinho aqui e ali, podem tornar seu projeto “único” no sentido “você não irá conseguir fabricar outro igual”.Na época usei peças de uma ferrari F40, dezenas de carrinhos de controle com fio que iam para frente e para traz (aqueles de 1.99 quem lembra?) e muitas outras engrenagens que já havia em um estoque particular de carrinhos desmontados.

Com todas essas peças, consegui fazer uma carregadeira que trocava de marchas, é isso mesmo, ela tinha duas velocidades para ir para frente e para traz. A troca de marcha consistia em adicionar um outro esquema de redução na engrenagem de tração principal e desativar o motor que já estava conectado na tração (o de alta velocidade), e o pior de tudo é que funcionou!

Aprendi que devemos registrar cada etapa do projeto, pois tudo que conto sobre essa carregadeira parece-me história de pescador. Por esse motivo, quando um aluno diz “professor estou fazendo um projeto que faz xyz” umas das primeiras perguntas normalmente é: “está registrando? Cadê as fotos e videos?”. Então, sempre devemos registrar nossos feitos, principalmente para depois dar muita risada de tamanhas burradas cometidas durante o processo.

Aprendi também que precisamos procurar usar e comprar peças que são fabricadas em série e que são facilmente encontradas. Eu morava no interior de Iomerê, minha única fonte de peças para projetos era o 1.99 aqui em Videira, quando a mãe nos trazia. Hoje posso dizer que conseguir peças nunca foi tão fácil! (salve, salve mercadolivre)

O papel do Arduino

Para muitas pessoas, Arduino é somente uma nova plataforma de desenvolvimento que permite-nos facilmente interagir com o mundo externo, e que pode ser programado. Para mim, ele é parte de um sonho, algo que eu sabia que faltava, algo que eu desejei conhecer hà muitos anos atrás, muito antes de 2010 quando fiz meu primeiro curso de Arduino.

Graças a ele, todas as minhas ideias de brinquedos, robôs e adaptações poderão se tornar realidade, e aos poucos estão se tornando, é o que já vimos no conserto da máquina de lavar com Arduino, na construção do medidor de objetos com Arduino e o que vamos ver aqui.

Material necessário para construir o robô seguidor de luz

O foco deste projeto foi o baixo custo, portanto são simples os materiais necessários:

  • Arduino (Duemilanove, Uno, Nano ou Mega)
  • Placa de fenolite de no mínimo 12×8 CM
  • 3 Resistores Dependentes de Luz (LDR)
  • 3 Resistores de 100k (usados como pull-down dos LDRs)
  • 2 LEDs
  • 2 Resistores de 150 ohms para os LEDs (valor podem variar um pouco – para mais)
  • 2 Mini servomotores
  • 2 Suportes para pilha tamanho AA
  • 1 Terceira roda (recomendo de silicone no máximo 35mm)
  • 2 Mini CDs (serão as rodas laterais do carrinho)
  • 1 Chave liga/desliga (pode ser aquelas de fonte de computadores)
  • 1 Fita dupla face (15 CM são suficientes)

Ferramentas necessárias

  • Alicate de bico pequena (para destravar o servomotor)
  • Estilete (destrave do servo)
  • Alicate de corte pequena – opcional (para corte dos fios)
  • Ferro de solda + estanho (para soldar componentes e fios)
  • Lanterna (para testar o robô – serve um celular da Nókia :-) )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *